Dieter rans e os 10 princípios do bom design

30.08.18 • Por Nelise Raimondi

No fim da década de 70, Dieter Rams cada vez mais preocupado com o estado do mundo ao seu redor: “Uma confusão impenetrável de formas, cores e ruídos”. Consciente de que o design tem uma significativa importância na contribuição para esse mundo, ele fez a si mesmo uma importante pergunta: O meu design é bom? A resposta de Dieter Rams é expressa em seus 10 princípios para um bom design.

1. Bom design é inovador

As possibilidades de inovação não estão, de modo algum, esgotadas. O desenvolvimento tecnológico está sempre oferecendo novas oportunidades para projetos inovadores. O design inovador se desenvolve em conjunto com a tecnologia inovadora, portanto, nunca irá colocar um fim em si mesmo.

2. Bom design faz um produto ser útil

Um produto é comprado para ser usado. Tem que satisfazer certos critérios, não apenas funcionais, mas também psicológicos e estéticos. Um bom design enfatiza a utilidade de um produto, ao mesmo tempo que desconsidera qualquer coisa que possa prejudicá-lo.

3. Bom design é estético

A qualidade estética de um produto é essencial para sua utilidade, porque os produtos que usamos todos os dias nos afetam diretamente, inclusive o nosso bem-estar. Mas, apenas objetos bem executados podem ser bonitos.

4. Bom design nos ajuda a entender um produto

Ele esclarece a estrutura do produto. Melhor ainda, pode fazer o produto falar. Na melhor das hipóteses é auto-explicativo.

5. Bom design é honesto

Produtos que cumprem uma finalidade são como ferramentas. Eles não são objetos decorativos nem obras de arte. Seu design deve, portanto, ser neutro e restrito, para deixar espaço para a auto-expressão do usuário.

6. Bom design é honesto

Não torna um produto mais inovador, poderoso ou valioso do que realmente é. Não tenta manipular o consumidor com promessas que não podem ser mantidas.

7. Bom design é durável

Evita estar na moda e, portanto, nunca parece antiquado. Ao contrário do design da moda, dura muitos anos - mesmo na sociedade “descartável” de hoje.

8. Bom design se preocupa com os mínimos detalhes

Nada deve ser arbitrário ou deixado ao acaso. Cuidado e precisão no processo de design mostram respeito ao usuário.

9. Bom design se preocupa com o meio ambiente

O bom design se preocupa com a preservação do meio ambiente conservando recursos e minimizando a poluição física e visual ao longo do ciclo de vida do produto.

10. Bom design é menos design

“Menos, mas melhor” Porque se concentra nos aspectos essenciais, e os produtos não são sobrecarregados com itens não essenciais. “De volta à pureza, de volta à simplicidade.”

Para praticar um bom designer é preciso ser o que Dieter Rams cita como premissa: Como designer você tem que ser um otimista.

Fonte utilizada: https://www.vitsoe.com/us/about/good-design